18 janeiro, 2011

Ôoooo vida boa!


...só fiquei na dúvida se eu gostaria de ser um dos atores da cena ou se preferiria ser o ser humano sem trabalho que fez essa arte!

12 janeiro, 2011

Il Milione

É da natureza do homem explorar tudo que o cerca. Desde pequenos somos levados a navegar os mares desconhecidos de nossa casa, com a mesma fascinação da descoberta que levou Marco Polo no século XIII a explorar o desconhecido. As novas paisagens e as terras distantes nos transformam. E queremos sempre mais. 

Hoje já conhecemos cada milímetro de nosso pequeno planeta, tudo foi mapeado, fotografado, filmado, documentado. Podemos percorrê-lo pelo Google Earth sem nem precisar sair de casa, mas ainda assim, nada se compara à experiência de se estar em terras distantes. O aprendizado é infinitamente melhor pois a viagem nos permite explorar os lugares com todos os nossos sentidos. Sentir o cheiro dos lugares, o gosto das comidas, o clima, as pessoas...são muitas experiências que certamente tem o poder de nos transformar. Nunca regressamos como fomos. E é tão bom voltar para nossa casa e poder vê-la com os nossos novos olhos, sentir o cheiro que deixamos ao partir. Lembramos de quem fomos, de quem partiu e não voltou.

As nossas perguntas nos movem pelo Universo e desejamos sempre ir mais longe. Procuramos romper as barreiras inóspitas do espaço, apesar de ainda estarmos longe de conseguir explorar os recônditos de nossa própria galáxia. Um dia navagaram  nossos mares e hoje queremos navegar o céu. Mas nossa casa sempre será aqui!


Imagem: Fotografia de Brasília tirada na madrugada de hoje (12.01.2011) pelo astronauta italiano Paolo Nespoli da Estação Espacial Internacional. Postada por ele em seu twitter: @astro_paolo.


"Cada um de nós é, na perspectiva cósmica, precioso. Se um ser humano discordar de você, não se importe. Em 100 bilhões de galáxias você não encontrará outro."
Carl Sagan, Cosmos 1980.